15/07/2016

Encontros de Agosto lança convocatória para fotógrafos do Nordeste.

 

 

O Encontros de Agosto lança hoje convocatória para compor exposição do Encontros de Agosto 2016, que traz o tema Narrativas e Alteridade. Nessa 6ª edição do Festival, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura – Museu da Cultura Cearense será ocupado com as mostras coletivas de cearenses e de fotógrafos de outros Estados do Nordeste, com abertura em 29 de setembro e visitação até 30 de outubro de 2016.

As obras inscritas serão selecionadas por um Conselho Curatorial, composto por Carlos Carvalho, fotógrafo e diretor do Festfoto (RS); Eugênio Sávio, diretor do festival Foto em Pauta (Tiradentes, MG); e Silas de Paula, fotógrafo, professor e pesquisador em fotografia.

 

As inscrições estão abertas até o dia 25 de agosto.

 

Click aqui para se inscrever.

 

 

02/02/2016

Exposição Territórios e Identidades.

 

 

25 artistas compõem a mostra coletiva de cearenses que será inaugurada no Sobrado José Lourenço no dia 11 de dezembro, às 18h, e ficará até o dia 27 de janeiro de 2016. A mostra é aberta ao público e livre para visitas até o fim da exposição. Com o nome de "Territórios e Identidades", além de integrar diferentes estilos num mesmo ambiente, a exposição também revela a importância de difundir e fazer circular pelo público os trabalhos de autores do Ceará.

 

 

 

02/02/2016

Exposição Catrine Val.

 

 

As imagens retratadas por Catrine trazem uma interpretação contemporânea da filosofia tradicional e a identificação da mulher como condutora do pensamento filosófico.
A exposição do seu trabalho "PHILOSOPHER - The Female Wisdom" será inaugurado logo mais às 10h na Imagem Brasil Galeria. A exposição permanece no local para visitação até o dia 27 de fevereiro de 2016.

 

 

 

02/02/2016

Encontros de agosto.

 

 

A proposta do Encontros de Agosto é promover uma mobilização que favoreça o compartilhamento de produções e a troca experiências e de conhecimentos entre autores e agentes desse campo. Em sua 5ª edição, será realizado um intercâmbio entre fotógrafos cearenses e galegos, através da parceria com o Festival Outono Fotográfico, para compor exposições no Ceará, em dezembro, e uma mostra, em novembro, na Galícia.

 

 

 

 

05/09/2015

Na QUARTA-FEIRA, dia 9 de Setembro às 19:00, a Imagem Brasil Galeria convida para o lançamento da exposição e caixa de fotos "Olhares em Conexão", com a participação de Deivyson Teixeira, Camila Pinho, Igor de Melo, Filipe Acácio e Paloma Pajarito.

 

“Olhares em Conexão – Itinerários Formativos em Fotografia Contemporânea” surgiu da ideia de reunir jovens fotógrafos com o objetivo de desenvolver atividades de caráter teórico-prático para discutir o cenário local e internacional, aprofundar reflexão sobre o processo criativo, realizar análise crítica das obras dos participantes e produzir um trabalho para ser apresentado ao público em formato de exposição e caixa de fotos.

 

Essa iniciativa foi contemplada pelo Prêmio Editais das Artes da Secretaria da Cultura de Fortaleza (Secultfor), com orientação dos professores Silas de Paula e Osmar Gonçalves e coordenação de Patricia Veloso .
Imagem Brasil Galeria - Rua Rocha Lima, 1707 - galeria@imagembrasil.com.br

 

 

03/07/2015

Na QUARTA FOTOGRÁFICA do dia 5 de Agosto, a IMAGEM BRASIL GALERIA convida fotógrafos e fotógrafas cearenses para um café, das 18:30 às 20:30.

 

 

Na QUARTA FOTOGRÁFICA do dia 5 de Agosto, a IMAGEM BRASIL GALERIA convida fotógrafos e fotógrafas cearenses para um café, das 18:30 às 20:30,
quando apresentaremos a proposta do Encontros de Agosto de 2015 – temática, formatos dos trabalhos para exposições, itinerância da mostra cearense para a Galícia e um Prêmio do Encontros que passa a ser promovido a partir desse ano. Esse momento será também para divulgar a programação, os curadores e os parceiros do evento que estarão presentes em Fortaleza, nessa edição do Festival.

O Encontros de Agosto é realizado pela Imagem Brasil e o Instituto Cultural Anima e acontece, em Fortaleza, desde 2011. Tem como principal objetivo promover a fotografia cearense, buscando intensificar intercâmbios e refletir sobre questões próprias da imagem no campo das artes, entre outros temas que
mobilizam o segmento.

Em 2015, o Encontros de Agosto tem o apoio da Coelce através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura - VII Edital Mecenas, Secult Ceará.

Local do evento: Imagem Brasil Galeria - Rua Rocha Lima 1707 Aldeota. Para mais informações entrar em contato pelo telefone (85) 3261 0525 ou
enviar email paraencontrosdeagosto@gmail.com.”

 

30/06/2015

QUARTA FOTOGRÁFICA, 01 de Julho, às 19h na IMAGEM BRASIL Galeria. Exposição e palestra de Alex Uchôa sobre o projeto "Ceará um Litoral Único".


 

 

Durante o evento, será sorteada uma fotografia no âmbito da promoção "EU APOIO O PROJETO CEARÁ UM LITORAL ÚNICO”. 
Participe você também da campanha de compra antecipada de exemplares para viabilizar a impressão do livro, acessando o link:https://www.catarse.me/cearaumlitoralunico

Alex Uchôa começou a fotografar em 1998 tendo, desde o início, se dedicado exclusivamente a temas ligados à natureza. Possui acervo com mais de 70.000 imagens de diversas localidades do Brasil, estando boa parte disponível para consulta on-line no site: www.alexuchoa.com.br

 

“Para mim a fotografia significa muito mais que um hobby ou uma profissão. Consiste numa clara opção por um estilo de vida, onde a jornada é mais importante do que o próprio destino. Filosofia esta que diz respeito à experiência de passar mais tempo em contato com a natureza, de respirar o ar puro das montanhas, de sentir a brisa suave e quente do litoral, de trilhar por caminhos pouco explorados, de escutar o canto dos pássaros, de se emocionar com o silêncio eloquente das grandes vistas, de aventurar-se pelo desconhecido, e, acima de tudo, de testemunhar acontecimentos extraordinários e únicos que talvez nunca mais se repitam.

 

É também uma oportunidade que encontro para desligar-me, por algum tempo, dos problemas do dia-a-dia, e concentrar-me exclusivamente em como sintetizar toda aquela energia e emoções transmitidas pela paisagem, posta à minha frente, numa fotografia.

 

A mensagem que eu busco transmitir através de minhas imagens é de profundo respeito e admiração pela natureza. Espero que possam servir de inspiração para outras pessoas fazendo refletir sobre o modo como interagimos com ela, e até mesmo com nós mesmos, permitindo-nos, quem sabe, atingir um nível mais elevado como seres humanos.”

 

Click aqui para ver mais do acervo de Alex Uchôa.

 

 

 

17/06/2015

A exposição CIDADE SAUDADE - Fortaleza anos 70, com imagens do acervo de Nelson Bezerra permanece aberta ao público até dia 27 de junho na IMAGEM BRASIL Galeria. Agende-se com amigos e grupos para relembrar e reviver Fortaleza. Rua Rocha Lima, 1707 - Aldeota - Fortaleza - CE.

 

 

Na Fortaleza dos anos 1970 não se sonhava, nem de longe, com a Internet, a fotografia digital ou o made in China. Não se sonhava com a cerca elétrica, o alarme de carro e o sequestro relâmpago. Não podemos também dizer que era uma cidade inocente – 1968 já havia eclodido com a revolução do “É proibido proibir” em plena ditadura militar. Enquanto isso, Fortaleza começava a ensaiar, a passos largos, seu crescimento urbano.

 

Ainda era possível ver as dunas do Mucuripe até a Praia do Futuro e do Pirambu até a Barra do Ceará. Olhando mais longe, ao sul, começava a ser construído o estádio Castelão. A leste, no rumo das antigas salinas do Cocó, surgiam o Shopping Iguatemi, a Unifor e o Centro de Convenções. A irresistível atração exercida pela Aldeota provocou o deslocamento de parte dos equipamentos do Centro, surgindo um novo núcleo de comércio e serviços. Do outro lado da capital, o aristocrático Jacarecanga ainda resistia resfolegante às transformações urbanas que levaram à perda de boa parte de seu patrimônio edificado, fato que virou quase regra geral para a cidade.

 

No meio desse rebuliço, a Praia de Iracema se destacava por suas peculiaridades, em especial dois ícones que caíram no gosto de boêmios, intelectuais e artistas: a popular Ponte Metálica e o bar restaurante Estoril. Ambos em estado de total – mas deliciosa – decadência. Ali foram apresentadas canções que iriam tornar-se grandes sucessos nacionais: “Mucuripe”, “Beira Mar”, “Cebola Cortada” e tantas outras.

 

Era um tempo em que se podia flanar assobiando pelas ruas, de preferência pelo lado da sombra para rebater a quentura do dia. Os prédios de apartamento e de escritórios foram crescendo, crescendo, até chegar ao que são hoje – mas isso é outra história. Muitos aspectos da Fortaleza atual parecem ter sido gestados nos lençóis dessa marcante década chamada “anos 70”. Por tudo o que se passou aqui naqueles tempos, acredito que valeu como ritual de perda da nossa inocência, em uma cidade que até então não passava de uma gostosa província “de muro baixo”, conhecida por sua hospitalidade, pela paz de suas ruas e quintais. Uma Fortaleza vivida de forma tão intensa por toda uma geração de jovens, da qual faz parte − com um olhar privilegiado, pois pôde fixá-la em imagens para o nosso futuro – o fotógrafo Nelson Bezerra, que apresenta este valoroso trabalho.

 

 

Ricardo Bezerra
Arquiteto urbanista. Irmão mais novo
do Nelson, tinha 21 anos em 1970.

 

Click aqui para ver mais do acervo de Nelson Bezerra.

 

 

 

18/03/2015

Imagem Brasil Galeria e Terra da Luz Editorial lançam "Coração Sertão", livro com ensaio do fotógrafo Gentil Barreira e trechos de obras de autores consagrados da literatura cearense.

 

 

"Coração Sertão" é imagem, prosa e poesia. Somam-se ao ensaio fotográfico de Gentil Barreira trechos de obras de autores consagrados da literatura cearense, que revelaram em palavras as duas faces do sertão, de sol e chuva, de verde e seca, de vida e morte. Os textos criam uma narrativa imaginária, como se o sertão fosse revivido por vários autores. A coordenação literária é do escritor Gylmar Chaves e de Patricia Veloso, que assina também a coordenação editorial da publicação.

 

 

 

18/03/2015

A exposição ENTRE O DOCUMENTO E A FICÇÃO – fronteiras da fotografia integra a programação do Encontros de Agosto de 2014 e promove um diálogo entre a fotografia contemporânea cearense e peruana, reunindo mais de 20 autores.

 

 

A exposição  ENTRE O DOCUMENTO E A FICÇÃO – fronteiras da fotografia integra a programação do Encontros de Agosto de 2014 e promove um diálogo entre a fotografia contemporânea cearense e peruana, reunindo mais de 20 autores. Em sala especial, presta homenagem aos consagrados fotógrafos do Peru, Martín Chambi (1891 – 1973) e irmãos Vargas (nascidos em 1885 e 1887) e ao cearense Chico Albuquerque (1917-2000), os quais influenciaram e influenciam gerações, com suas marcantes trajetórias.

Fotógrafos Cearenses

Beatriz Mendes • Beto Skeff • Celso Oliveira • Davi Pinheiro • David Aragão • Fernando Jorge e Rubens Venâncio • George Sampaio • Gentil Barreira • Henrique Torres • Igor de Melo • Markos Montenegro • Otávio Menezes • Marcos Pardana •  Priscila Smith • Sérgio Carvalho • Thais Mesquita

Fotógrafos Peruanos

Adrian Portugal, A pele de um rio • Ernesto Benavides, Parque Aquático • Giancarlo Shibayama, A-TALA-YA • Gihan Tubbeh, Vertigem • Maricé Castañeda, Leito fluvial  • Musuk Nolte, Shawis • Versus, Flor de Toé.

 

 

25/11/2014

Coração Sertão, livro com ensaio de Gentil Barreira, será apresentado nessa próxima quinta-feira, 27 de novembro de 2014.

 

No sertão do Ceará, as estações de sol e de chuva transfiguram a terra em paisagens opostas. A natureza desafia o olhar de quem a atravessa. Carregada de mistérios e encantamentos, a terra, por vezes hostil, revive ao cair das primeiras águas. As imagens seguem o tempo da contemplação e a fotografia concilia visagens
e lembranças.


O projeto, que recebeu o apoio da Coelce (Companhia Energética do Ceará) por meio da Lei Estadual
de Incentivo à Cultura, conta com imagens e textos que compõe o livro com ensaio do fotógrafo Gentil Barreira, acompanhado por ilustres autores da literatura cearense que desenvolveram esse mote em prosa e poesia.

 

A interpretação desse contexto deu origem a publicação Coração Sertão, que será lançada nesta próxima quinta-feira, 27 de novembro de 2014, às 10h, na sala do Comitê de Imprensa da Assembleia Legislativa.
Na ocasião, os autores e pesquisadores participarão de uma conversa com o público.

 

 

22/07/2014

Prémio Internacional de Fotografia Emergentes dst

 

INTERNATIONAL PHOTOGRAPHY AWARD EMERGENTES dst 2014

 

Applications until August 15 at www.encontrosdaimagem.com

The International Photography award EMERGENTES dst is an initiative by Domingos da Silva Teixeira group, organised by the Festival ENCONTROS DA IMAGEM, with a prize money of 7500€ that will be granted to the best 2014 Contemporary Photography Portfolio. The Prize will be awarded after the Portfolio Review (September 17 / 18) which shall give photographers the opportunity to show their work to commissioners, gallery owners and expert editors, thus establishing solid foundations for the promotion of their work. The Festival ENCONTROS DA IMAGEM invites authors to apply to the EMERGENTES dst Award.
The winner will be announced at formal ceremony on September 20, at Theatro Circo in Braga, where the entitled Prize will be handed out and during which a presentation of the portfolios of the finalists shall also take place. The exhibition of the awarded author´s works shall be on display at the official section of ENCONTROS DA IMAGEM 2015.

The finalists will be notified of the results until September 1.

More informations at www.encontrosdaimagem.com
Email emergentes@encontrosdaimagem. com

 

 

26/11/2013

Encontros de agosto




Da Imagem • Braga • Portugal
De Agosto • Fortaleza • Brasil

 

Ao longo de vinte e seis anos, o Festival “Encontros da Imagem”
tem contribuído para dar a conhecer alguns dos mais prestigiados
autores da fotografia, quer clássica, quer contemporânea. A linha
de orientação seguida pelas edições do Festival procurou dar
privilégio a uma vertente de internacionalização, potenciando
o estímulo e a interacção com todos os agentes nele envolvidos.

Destaca-se com particular ênfase a parceria estabelecida com os
“Encontros de Agosto”, o que permite a valorização, diversificação
e internacionalização de ambos os festivais.

Acreditamos que com este projeto estamos não só a contribuir para
o enriquecimento cultural dos países, como a participar de forma
consolidada na divulgação dos criadores nacionais e internacionais.

.



20/10/2013

Exposição Cidade, Saudade – Fortaleza Anos 70




A exposição Cidade, Saudade – Fortaleza Anos 70 retrata cenários e vivências da capital cearense em imagens do fotógrafo Nelson Bezerra. As imagens documentam aspectos da vida cotidiana, cultural e econômica da Fortaleza dos anos 1970, o patrimônio material e imaterial, as movimentadas esquinas do Centro e personagens conhecidos e anônimos daquele período.

O trabalho autoral de Nelson Bezerra também é contemplado em composições que ressaltam o domínio da luz e instantâneos que revelam a sensibilidade do olhar pessoal do fotógrafo.

O lançamento será no dia 24 de outubro, às 19h30, no Estoril, com visitação gratuita até 31 de janeiro de 2014.




20/09/2013

“Nicestrigas – Arte e Afeto” entra em cartaz no Centro Dragão do Mar

 

 

A exposição Nicestrigas – Arte e Afeto está aberta para visitação no Museu da Cultura Cearense, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, até o dia 10 de novembro. A mostra apresenta a trajetória dos artistas cearenses Estrigas e Nice, por meio de suas obras e peças de outros autores que os homenagearam, além de fotografias e vídeos do casal.

 

Muito além de um panorama dos trabalhos dos dois artistas, o projeto prevê o registro dos espaços do cotidiano permeados pela arte, dos jardins do sítio do casal no Mondubim, onde viveram (e ainda vive Estrigas), da resistência em manterem e preservarem voluntariamente o Minimuseu Firmeza. Fundado em 1969, o espaço abriga mais de seis décadas da história da arte no Ceará.

 

Em duas salas distintas, a mostra recompõe os percursos de Nice e Estrigas por meio de fotografias, pinturas e bordados, relacionados a várias fases de suas carreiras. Registros e homenagens de diversos autores e admiradores que têm acompanhado os artistas recriam o “estado de espírito poético” do sítio. A exposição conta com a colaboração de colecionadores que emprestaram peças de seus acervos, além de itens do próprio Minimuseu.

 

“É imensa a importância de seus legados artísticos, não só quando trazem a modernidade da pintura à cena contemporânea, mas também quando se esforçam, através da criação e manutenção do Minimuseu Firmeza, para preservar e perpetuar a memória cultural do Estado.”, afirma o curador Bené Fonteles.

 

Aprovado no IV Edital Mecenas do Ceará, com o apoio cultural da Coelce, o projeto tem a coordenação de Patricia Veloso.

 

Serviço
Exposição “Nicestrigas – Arte e Afeto”
De 19 de setembro a 10 de novembro
Local: Museu da Cultura do Ceará – Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
(Rua Dragão do Mar, 81, Praia de Iracema)
Visitação: de terça a quinta-feira, das 9h às 19h (acesso até 18h30) e de sexta a domingo e feriados, das 10h às 20h (acesso até as 19h30)
Entrada gratuita.

 

 

 

06/09/2013

23º Cine Ceará começa nesta segunda-feira

 

 

O 23º Cine Ceará começa na próxima segunda-feira, 09, com cerimônia de abertura no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, às 19h30. Logo em seguida, às 20h, será exibido o filme “Se Deus Vier que Venha Armado”, de Luis Dantas.


A edição deste ano presta homenagem à nova geração do cinema português com a Mostra Portugal Contemporâneo, que apresentará longas e curtas que se destacaram na filmografia do país nos últimos anos.
Como parte da programação, a atriz e diretora portuguesa Maria de Medeiros também será homenageada. Além de longas estrelados pela artista, o filme de sua autoria “Capitães de Abril”, selecionado para o Festival de Cannes, também será exibido.


A produção cearense e latinoamericana ganha as telas na Mostra Competitiva Ibero-Americana de Longa-Metragem, na Mostra Competitiva Brasileira de Curtas-Metragens e na Mostra Olhar do Ceará. A maior parte da programação acontecerá no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Já as mostras paralelas serão apresentadas na Caixa Cultural.


O encerramento do evento acontece no sábado,14, com exibição do longa inédito “Os Pobres Diabos”, do diretor cearense Rosemberg Cariry. Confira a programação completa.

 

Serviço
23º Cine Ceará
De 09 a 14 de setembro de 2013
Centro Drag
Mais info.: http://www.cineceara.com

 

 

 

 

12/08/2013

Mostra “Entre Mundos” segue em exposição até 30 de setembro

 

 

A arte de fotógrafos portugueses e cearenses está em exposição na mostra “Entre Mundos”, na galeria do Estoril, Praia de Iracema, como parte da programação do Encontros de Agosto 2013. Promovida pelo Fórum da Fotografia – Ceará e realizada pela Imagem Brasil, a mostra estará aberta ao público até o dia 30 de setembro.

 

Em comemoração ao Ano Brasil-Portugal, o evento acontece em parceria com o festival Encontros da Imagem, de Braga, Portugal, com a curadoria de Ângela Berlinde. Cearenses e portugueses têm seus trabalhos apresentados em projeção e exposição ligados ao tema “Memória e Produção do Conhecimento”, que norteia a programação da terceira edição do Encontros de Agosto.

 

Os fotógrafos Fernanda Oliveira, Gentil Barreira, JoOão Luis, Laís Pontes, Ruth Sousa e Tiago Santana são os representantes cearenses na exposição. Dentre os 19 autores portugueses, estão os fotógrafos Tito Mouraz, Duarte Amaral Netto e Inês d'Orey, cujos trabalhos são apresentados em projeção.

Estão expostos também materiais históricos originais pertencentes ao arquivo do memorialista cearense Miguel Angelo de Azevedo Nirez, incluindo exemplares da fotografia do século XIX, como cartes-de-visite e daguerreótipos.

 

 

Sobre o Encontros de Agosto

 

O Encontros de Agosto é um festival realizado anualmente em Fortaleza para promover o encontro da fotografia cearense com a produção contemporânea brasileira e internacional nos campos da expressão e do conhecimento. O evento acontece a partir do mês de agosto, quando se comemora o anúncio da invenção da Fotografia.

 

Serviço

Mostra de fotografia “Entre Mundos”
De 19 de agosto a 30 de setembro
Local: Estoril (Rua dos Tabajaras, 397 – Praia de Iracema)
Visitação: quinta-feira a sábado, das 16h às 21h; domingo, das 16h às 19h
Mais informações: (85) 3261.0525 | www.encontrosdeagosto.net
Programação gratuita.

 

 

 

18/07/2013

Escola Porto Iracema das Artes abre inscrições de Laboratórios de Criação

 

 

Com o lançamento do processo seletivo para os Laboratórios de Criação, o Instituto de Arte e Cultura do Ceará iniciou nesta quarta-feira, 03 de julho, as atividades do Ano Escolar 2013 do Porto Iracema das Artes, cujas aulas iniciam no dia 26 de agosto. Durante coletiva de imprensa, o presidente do Instituto de Arte e Cultura do Ceará Paulo Linhares e a Diretora de Formação Bete Jaguaribe apresentaram o programa. Em seguida, a Diretora de Planejamento e Gestão Maninha Morais guiou os jornalistas em visita às obras das salas de cinema e da sede que abrigará a Escola Porto Iracema das Artes.


A programação da Escola prevê Cursos Básicos e Técnicos nos diversos campos da formação cultural, além de workshops, seminários e oficinas. Com o objetivo de formar profissionais para atuar no mercado de bens simbólicos, o Porto Iracema das Artes envolverá recursos da ordem de R$ 11 milhões, com uma oferta de 7.140 matrículas, distribuídas em cursos, laboratórios, workshops, seminários e masterclass.
O Porto Iracema das Artes marca o retorno do Governo do Ceará à área de formação nos campos das artes, recuperando a experiência do Instituto Dragão do Mar, que na década de 90 tornou-se referência no país como um lugar para formação de profissionais para economia simbólica. “A ideia do Porto Iracema das Artes recupera a experiência do Instituto Dragão do Mar numa nova perspectiva. A implantação da escola foi a prioridade definida pelo governador Cid Gomes, quando nos convidou para dirigir o novo projeto do Dragão do Mar”, observa Paulo Linhares, presidente do Instituto de Arte e Cultura do Ceará, que também esteve à frente do projeto do Instituto Dragão do Mar, nos anos 90.

 

Porto de Ideias e Partilhas Simbólicas

 

Visando se constituir como um ancoradouro de ideais e projetos culturais, o Porto Iracema das Artes inicia o Ano Escolar 2013 com a abertura do processo seletivo para os Laboratórios de Criação nas áreas de Audiovisual para TV, Teatro, Artes Visuais e Música. Os laboratórios serão espaços de experimentação de produtos culturais, nas diversas linguagens, que aglutinarão profissionais que já se encontram no mercado e que demandam atualizações técnica e conceitual. Os laboratórios funcionarão em regime de imersão, através de processos formativos de excelência, desenvolvidos em torno de projetos previamente selecionados. Os projetos receberão orientação de grupos de consultores, que conduzirão a qualificação dos projetos, através de orientações individuais, oficinas, palestras e workshops.
Os Laboratórios de Criação disponibilizarão 60 vagas para profissionais com direito a bolsa de estudos, para o aperfeiçoamento de 20 projetos culturais. Além dos 60 profissionais diretamente envolvidos, serão ofertadas 3.610 matrículas em workshops e masterclass, envolvendo outros públicos no programa de formação dos Laboratórios.

 

A partir do dia 22 de julho estarão abertas as inscrições para os Cursos Básicos e Técnicos. Os Cursos Básicos, com 2.400 matrículas, em 120 cursos, nas áreas do audiovisual, teatro, dança, artes visuais, gestão e produção cultural, e os Cursos Técnicos com 70 matrículas para as áreas de Dança e Multimídia.
O Programa Porto do Conhecimento, por sua vez, ofertará 1.000 vagas em encontros de intercâmbios de experiências estéticas e teóricas. No total, os programas de formação gerarão 7.140 matrículas.

 

CRONOGRAMA DO ANO ESCOLAR 2013 PORTO IRACEMA DAS ARTES
Laboratórios de Criação
Lançamento Seleção para Laboratórios de Criação: 03 de julho
Inscrição online: 03 a 31 de julho pelo site www.inscricoesportoiracema.com.br/
Análise técnica dos projetos: 01 a 06 de agosto
Divulgação dos selecionados: 07 de agosto
Demonstrações presenciais: 08 a 12 de agosto
Resultado Final: 09 e 13 de agosto
Cursos Básicos e Técnicos
Inscrições Cursos Básicos: 22 de julho
Lançamento Programa de Dança/Porto Iracema: 22 de julho
Aula Magna: 26 de agosto
Inauguração das Salas de Cinema: 30 de agosto

Laboratórios de Criação

 

Coordenadores do Laboratório de Audiovisual para TV – CENA

Karim Aïnouz
Cineasta e roteirista cearense, nascido em 1966. Seu longa-metragem de estreia, Madame Satã (2002), foi selecionado para a mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes e, em seguida, premiado nos festivais internacionais de Chicago (EUA) e Huelva (Espanha). Realizou vídeos e curtas-metragens como O preso, sobre um lavrador no Nordeste, Seams, documentário experimental e auto-etnográfico sobre suas tias no Recife e o machismo no Brasil, e Paixão Nacional, todos realizados na década de 90. Bacharel em arquitetura e urbanismo pela Universidade de Brasília (1988), tem mestrado em teoria e história do cinema pela New York University (1991). Trabalhou como curador, assistente de direção e assistente de montagem em vários projetos, como Veneno (1994), de Todd Haynes, e Arizona dream (1993), de Emir Kusturica. Em 2005, colaborou nos roteiros de Cidade Baixa, de Sérgio Machado e Cinema, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes.
Sérgio Machado
Nascido em Salvador, em 1968, formou-se em jornalismo e começou a carreira no cinema com a direção de dois documentários em vídeo: Bagunçaço e Três Canções Indianas, que realizou durante uma viagem de intercâmbio à Índia. Foi assistente de direção em Central do Brasil (1998), de Walter Salles, e em O Primeiro Dia (2000), de Walter Salles e Daniela Thomas, e foi diretor-assistente e corroteirista de Abril Despedaçado (2001), de Walter Salles. Estreou na direção de longa-metragem em 2001 com o documentário Onde a Terra Acaba, eleito melhor documentário no Festival do Rio e nos festivais de Havana, Cuba, e Biarritz, França. Seu primeiro longa-metragem de ficção, Cidade Baixa, foi selecionado para a mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes de 2005 e foi vencedor dos prêmios de melhor filme e melhor atriz (Alice Braga) no Festival do Rio, além de um troféu especial pela atuação dos três protagonistas no Festival de Miami. Em 2002, codirigiu com Maurício Farias, para a TV Globo, a minissérie Os Pastores da Noite, baseado na obra de Jorge Amado. Também roteirizou filmes como Madame Satã (2002), em parceria com Karim Aïnouz e Marcelo Gomes, entre outros.

Marcelo Gomes
Cineasta nascido em Recife, em 1962, teve seus primeiros contatos com o cinema como participante de um cineclube que criou em sua cidade natal. Em 1991, ganhou uma bolsa para estudar cinema na Universidade de Bristol, Inglaterra. Dois anos depois, voltou ao Brasil e fundou a produtora Parabólica Brasil, onde realizou curtas e vídeos ao lado de Adelina Pontual e Cláudio Assis. Em 1995, dirigiu o curta-metragem Maracatu, Maracatus, que recebeu os prêmios de melhor filme, ator e som no Festival de Brasília. Em 2002, foi corroteirista do longa-metragem Madame Satã, de Karim Aïnouz. Em 2005, lançou seu primeiro longa-metragem, Cinema, Aspirinas e Urubus, selecionado para a mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes. Desde então, escreveu roteiros de vários filmes e dirigiu longas-metragens selecionados para mostras internacionais e premiados em festivais nacionais. Em 2012, dirigiu e roteirizou Era uma vez eu, Verônica, filme vencedor de sete prêmios no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro do ano, incluindo os Candangos de melhor filme, roteiro, fotografia (para Mauro Pinheiro Jr.) e trilha sonora.

Daniela Capelato
Produtora e roteirista, também trabalha como consultora criativa em filmes de ficção e documentário, entre eles, o longa Elena, de Petra Costa (prêmio de Júri Popular no Festival de Brasília) e também como script doctoring para desenvolvimento de argumento e roteiro, tais como O Circo de Santo Amaro, de Chico Teixeira; Os Órfãos do Eldorado, de Guilherme Coelho; A Linha do Desejo, de Paula Tabulsi em parceria com a roteirista Gabriela Amaral Almeida. Como consultora, trabalhou para a televisão pública do México Canal 22 na elaboração e desenvolvimento de acordos de coprodução e difusão de programas brasileiros. Trabalhou para o Laboratório de Pitching Brasil Documenta-GNT na preparação de projetos para o mercado de TV, em parceria com commissiong editors internacionais. No período de 2007 a 2009, foi consultora de desenvolvimento de projeto e distribuição do programa APEX de exportação do audiovisual Brazilian TV Producers e do programa PIC - Programa de Capacitação Internacional, do Ministério da Cultura (MinC) para desenvolvimento de projetos de séries de Animação e Documentário. Neste mesmo período, coordenou os cursos de Gestão de Projetos de Documentário para a Fundação Getúlio Vargas. No ano de 2010, prestou consultoria à APRO – Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais –para o desenvolvimento de projetos de novos conteúdos e mídias. Desde 2011 trabalha como curadora e consultora do programa Histórias que Ficam, da Fundação CSN. Ainda como consultora-tutora, trabalha para o Rumos Webdoc do Itaú Cultural, no acompanhamento e realização de dez projetos contemplados pelo programa e na edição de um e-book sobre o tema.


Coordenador do Laboratório de Artes Visuais
Bitu Cassundé

 

Mestre pela Escola de Belas Artes da UFMG, atualmente desenvolve pesquisa de doutorado na ECA USP e é o curador do Museu de Arte Contemporânea do Ceará. Foi curador assistente e coordenador de pesquisa no MAC CE (1998-2007) e integrou a equipe curatorial do Programa Rumos Artes Visuais do Itaú Cultural (São Paulo, 2008-2009). Entre 2009 e 2011, dirigiu o Museu Murillo La Greca em Recife. Seus últimos projetos curatoriais foram: Sob o Peso dos Meus Amores (Itaú Cultural- SP), Leonilson – Sob o Peso dos Meus Amores (Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre), Metrô de Superfície (Paço das Artes SP), Metrô de Superfície II (CCSP), Rotas: desvios e outros ciclos (MAC CE) e Leonilson – Inflamável (MAC CE). Integrou diversos júris pelo país, dentre eles o de premiação, CNI SESI Marcantonio Vilaça 2011-12. Juntamente com Clarissa Diniz, formou a coleção contemporânea do Centro Cultural Banco do Nordeste, vinculado ao projeto Metrô de Superfície.


Coordenador do Laboratório de Pesquisa Teatral
Manoel Moacir

 

Tem mestrado em Artes pela Universidade de São Paulo (2009). É professor auxiliar da Universidade de Fortaleza dos Cursos de Teatro, Artes Visuais e Jornalismo, dentre outros. Tem experiência com pesquisa de linguagem em teatro e outras artes, com interesse em ações interdisciplinares de criação e formação. Em 2012, participou da comissão de seleção de projetos de teatro no Edital das Artes da Prefeitura de Fortaleza. Integrou como artista-pesquisador os trabalhos: “Blocos de Ensaio” (2008), “Terra Incógnita: Fortaleza” (2005) e “Interferência: San Pedro” (2005), dentre outros.

Coordenadora do Laboratório de Música
Paula Tesser

 

Paula Tesser possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Ceará (1993), mestrado e doutorado em Ciências Sociais - Paris V, Sorbonne (1997 e 2006). Tem experiência na área de Sociologia e Arte. É professora na Faculdade Unichristus. Cantora há mais de 20 anos, gravou em 2004 “Retrato do Vento”, seu primeiro disco autoral e prepara para lançar este ano seu segundo disco, com direção musical de Dustan Gallas. Gravou com diversos artistas, dentre eles Fausto Nilo (2008). Morou 15 anos em Paris, onde participou de compilações (Warner/Wagram/EMI) e também compôs e cantou para o cinema francês : “Trois Zéro”(2001),

“Quelqu’un de bien” (2002), “Deci de Là” – Agnès Varda (2010).

 

Mais informações
(85) 3219 5592 / 55 (85) 3488 8608
Facebook: www.facebook.com/dragaodomar
Twitter: @_dragaodomar

 

 

 

02/07/2013

André Rouillé discute fotografia contemporânea em Fortaleza

 

As palestras acontecem nos dias 4 e 5 de julho, no auditório da Adufc

O pesquisador e professor doutor André Rouillé (Université Paris-8) ministrará duas palestras nos dias 4 e 5 de julho, às 18h30, no auditório da Associação de Docentes da Universidade Federal do Ceará (Adufc).

 

A programação faz parte do colóquio Tormenta das Imagens: fronteiras e transgressões na fotografia contemporânea, organizado pelos professores Susana Dobal (UnB) e Osmar Gonçalves (UFC).

Após a palestra do dia 5, acontece o lançamento do livro Fotografia Contemporânea: fronteiras e transgressões, também organizado pelos professores.

O evento é realizado pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFC, com o apoio do Instituto da Fotografia (IFoto).

 

Sobre André Rouillé

Considerado um dos maiores nomes da fotografia e arte contemporânea, o pesquisador também é autor de várias obras relacionadas aos temas, entre elas A fotografia: entre documento e arte contemporânea. Além de ocupar o cargo de professor assistente na Universidade Paris-8, André Rouillé é diretor do site paris-art.com e curador de diversas exposições ao redor do mundo.

 

Serviço

Palestras com o prof. Dr. André Rouille
Dias 4 e 5 de julho, às 18h30
Auditório da Adufc - Av. da Universidade, 2346
Entrada gratuita
Mais informações: 3366.7712 (PPGCom)

 

 

 

FIF – Festival Internacional de Fotografia aberta as inscrições para as leituras de

portfólio

 

FORMAÇÃO E TROCA DE EXPERIÊNCIAS

 

Estão abertas as inscrições para as leituras de portfólio que serão realizadas durante o 1º FIF – Festival Internacional de Fotografia. Fotógrafos interessados podem se inscrever até o dia 30 de junho

Estão abertas as inscrições para leituras de portfólio que fazem parte da programação do FIF – Festival Internacional de Fotografia. As inscrições podem ser realizadas até o dia 30 de junho através do site. Serão selecionados 24 fotógrafos para participarem das atividades e o resultado será divulgado até o dia 4 de julho.

 

Idealizado e coordenado por Bruno Vilela e Guilherme Cunha, o 1º FIF-BH tem como tema geral “Espaços Compartilhados da Fotografia” e busca promover o diálogo entre a produção de diferentes lugares do mundo, bem como o encontro entre fotografia e outras linguagens artísticas. Por isso, além de uma grande exposição internacional, o FIF inclui em sua programação palestras, oficinas e leituras de portfólio.

 

Importante momento formativo, já tradicional em festivais de fotografia, as leituras de portfólio possibilitam que fotógrafos e profissionais renomados se conheçam e compartilhem experiências e referências. “É um momento de troca, orientação e consultoria, destinado aos fotógrafos que já têm um trabalho e querem colocar na roda sua produção e fazer contatos”, explica um dos idealizadores e coordenadores do FIF, Bruno Vilela.

 

Seis curadores irão auxiliar os fotógrafos no desenvolvimento de seus trabalhos, possibilitando o direcionamento das propostas e pesquisas apresentadas e contribuindo para maior profissionalização do participante. Entre os profissionais que participam das leituras estão o artista plástico e fotógrafo, mestre em Arte e Tecnologia pela UFMG e professor do Instituto de Ciências da Arte da UFPA Alexandre Sequeira; a curadora Daniella Géo, brasileira radicada na Bélgica, PhD em Arte Contemporânea e Fotografia pela Université Sorbonne Nouvelle – Paris III, na França; a pesquisadora no campo da intermidialidade, fotógrafa e curadora no eixo Brasil/Alemanha Isabel Florêncio Pape; e o artista norte-americano e professor da University of Kansas (EUA) Daniel W. Coburn.

 

Os encontros acontecerão nos dias 16 e 17 de julho, no Museu Mineiro.

 

FIF-BH: Convocatória internacional

 

Em convocatória internacional encerrada no último dia 20 de maio, o FIF recebeu mais de 1.000 inscrições de trabalhos produzidos por artistas de 74 países. As obras foram analisadas pelos curadores Eduardo de Jesus, crítico, ensaísta, membro-diretor da Associação Cultural Videobrasil (SP) e professor da PUC Minas; Patricia Azevedo, artista e professora da Faculdade de Belas Artes da UFMG; e pelos coordenadores do festival, Bruno Vilela e Guilherme Cunha.

 

Os trabalhos selecionados serão divulgados até o dia 8 de junho e integrarão a Grande Mostra Internacional do FIF-BH, que ocupará diferentes espaços culturais de Belo Horizonte entre os dias 27 de junho e 6 de agosto. Orientada pelo pensamento sobre os espaços compartilhados da fotografia, a mostra irá reunir trabalhos em diferentes formatos e plataformas produzidos por artistas de diferentes origens e olhares.

 

Esta edição do festival é patrocinada pelo Sesi (Serviço Social da Indústria), uma iniciativa da CNI (Confederação Nacional da Indústria).

 

SERVIÇO
FIF – Festival Internacional de Fotografia [de 27 de junho a 25 de agosto]

 

Inscrição para leituras de portfólio: até o dia 30 de julho, através do site http://www.fif.art.br

 

As inscrições são gratuitas.

Resultado: até dia 4 de julho

 

Encontros: nos dias 16 e 17 de julho, no Museu Mineiro [Av. João Pinheiro, 342 – Funcionários, Belo Horizonte/MG]

 

 

 

21/06/2013

Prêmios e concursos de fotografia

 

Fizemos um check list das convocatórias e prêmios com inscrições abertas abertas por aí pra te ajudar a se organizar.

 

Convocatória EM FOCO - O festival de fotografia Paraty em Foco está selecionando trabalhos nas categorias ensaio e multimídia para integrarem a programação do festival. O melhor trabalho votado pelo juri em cada categoria irá receber o prêmio de R$ 2 mil. O tema é livre, mas deve, de preferência estar vinculado ao tema do festival este ano, EXTREMOS. Até 15 de agosto.

 

 

Além dos trabalhos escolhidos pelo festival, alguns curadores convidados estão enviando semanalmente seus trabalhos favoritos.

 

Bolsa ZUM de Fotografia - O Instituto Moreira Salles vai selecionar dois portfólios ainda não publicados para ajudar a bancar o desenvolvimento deles. O valor é de R$ 65 mil e tudo tem que ser postado no correio até 15 de julho de 2013.

 

4º Concurso Fotolibro Iberoamericano - Promovido por uma das maiores editoras especializadas em fotografia, a Editorial RM, o concurso irá publicar e distribuir mundialmente um projeto de fotolivro inédito. Até o dia 15 de julho as inscrições tem 50% de desconto. O prazo é até o dia 30 de agosto. Envía tu maqueta!

 

 

Edital ProAC para publicação de Livros de Artista – Válido apenas para quem está no estado de São Paulo. Até 29 de julho de 2013.

 

Rede Nacional Funarte Artes Visuais 10ª Edição – O programa vai selecionar 22 projetos que promovam atividades ligadas às artes visuais, como oficinas, performances, instalações, seminários, intervenções, exposições, atividades pedagógicas e pesquisa de linguagem. As inscrições encerram no dia 26 de julho.

 

Prémio de Fotografia Emergentes DST 2013 – No concurso organizado pelo festival português Encontros da Imagem, o dono do melhor portfólio de Fotografia Contemporânea de 2013 irá embolsar 7500€. Até 31 de julho.

 

XVIII Encuentros Abiertos, Festival de la Luz 2014 – O festival argentino está selecionando trabalhos para expor em sua próxima edição. Podem ser ensaios ou projetos multimídia. Até 30 de outubro de 2013.

 

fonte: estudiomadalena.tumblr.com

 

 

10/06/2013

Retorno à Amazônia: o que mudou na floresta em 25 anos

 

Exposição itinerante compara expedição realizada por Jacques Cousteau, em 1982, à de seu filho Jean-Michel Cousteau, em 2007. Mostra está no Rio de Janeiro, depois segue para São Paulo, Manaus e Fortaleza


Em comemoração à Semana Mundial do Meio Ambiente, foi inaugurada nesta quinta-feira, 06/06, exposição itinerante Retorno à Amazônia, no Rio de Janeiro. Realizada pela Editora Cultura Sub e a Ocean Futures Society, a mostra retrata o que mudou na floresta amazônica entre 1982 e 2007.

O comparativo é feito entre a primeira expedição feita na Amazônia por terra, água e ar foi feita, em 1982, por Jacques Cousteau - acompanhado de seu filho Jean-Michel Cousteau e uma equipe de 50 pessoas - e a feita vinte e cinco anos depois por seu herdeiro, que voltou à floresta com parte da equipe.

Com 30 telas ilustradas por imagens feitas pela fotógrafa Carrie Vondehaar e um painel informativo assinado por Jean-Michel Cousteau - também curador da exposição -, a mostra itinerante - que passará também por São Paulo, Manaus e Fortaleza - evidencia a beleza da região e chama a atenção para a importância da preservação do meio ambiente.

Além da exposição, a experiência e imagens serão retratadas no primeiro livro de arte fotográfica a prova d’água, até o final do ano, pela Editora Cultura Sub.

 

RETORNO À AMAZÔNIA
Rio de Janeiro
Data: 06/06 a 02/08, das 8h às 17h
Local: Jardim Botânico do Rio de Janeiro - Centro de Visitantes
Endereço: Rua Jardim Botânico, 1008 - Rio de Janeiro/SP

 

São Paulo
Data: 05/08 a 11/10, de segunda a sexta, das 9h às 18h
Local: Espaço Cultural Bovespa
Endereço: Praça Antônio Prado, 48, Centro - São Paulo/SP

 

Manaus
Data: a partir de outubro
Local: Centro Cultural dos Povos da Amazônia

 

Fortaleza
Data: a partir de fevereiro de 2014

 

 

09/06/2013

Abertas as inscrições ao “9ºColóquio Fotografia e Imagem: Autografias”

 

Os interessados poderão participar gratuitamente de palestras, oficinas e leituras de portfólio


Interessados em participar do “9º Colóquio Fotografia e Imagem: Autografias” já podem consultar o hotsite do evento e se inscrever em palestras, mesas redondas, leituras de portfólio e um workshop previstos para o período de 19 a 22 de junho, em Belém do Pará.
O projeto é realizado pela Associação Fotoativa desde 2002, como um estímulo à reflexão crítica e ao diálogo sobre a relação entre a imagem contemporânea e a fotografia em diversos campos do conhecimento.
A nona edição do Colóquio foi contemplada pelo Edital Conexão Artes Visuais Minc/Funarte/Petrobras por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Desde a sua última edição, conta também com o apoio do Centro Cultural Sesc Boulevard, local em que serão realizadas as atividades.
Este ano, o Colóquio homenageará as “Autografias”, momentos de reflexão coletiva a partir de uma leitura sobre a obra ou parte do trabalho de um autor significativo para a história da fotografia. Organizadas pelos fundadores dos grupos FotoPará e Fotoativa, esses espaços de discussão marcaram a trajetória de muitos artistas e pesquisadores da cidade, que apresenta uma história singular e de relevância nacional desde a década de 1980.


Programação – Uma programação diversificada e reflexiva deve ser ofertada ao público, gratuitamente, durante os quatro dias de programação.
Serão realizadas duas mesas redondas, uma sequência de autografias, um minicurso teórico e duas séries de leituras de portfólio com artistas reconhecidos nacional e internacionalmente, como Luiz Braga, Alexandre Sequeira, Patrick Pardini, Mariano Klautau Filho, Alexandre Belém e João Castilho.
“Cada momento da programação propõe um tipo de interação entre os convidados e o público, sendo que as mesas e as autografias serão um momento de reflexão compartilhada e debatida por um público maior; já o minicurso e as leituras de portfólio vão focar em um público já com uma produção em fotografia e em busca de referenciais para pensar o seu processo de produção”, detalha um dos organizadores do evento, Ionaldo Rodrigues Filho, que também coordena o Núcleo de Pesquisa e Documentação da Fotoativa.
Inscrições abertas – A programação do “9º Colóquio Fotografia e Imagem: Autografias” está disponível no website. Para assistir e participar das mesas e autografias é preciso se inscrever por meio do formulário online disponível na página do evento.


Como as vagas são limitadas, as confirmações serão enviadas por email, assim como as informações a respeito das listas de espera.


Além de se inscrever, os interessados nos workshop e nas leituras de portfólio precisarão seguir as orientações necessárias ao processo de seleção, disponíveis também nos formulários online.


Convidados - Saiba também quem são os convidados do “9º Colóquio Fotografia e Imagem: Autografias”:

Alexandre Sequeira
Artista plástico e fotógrafo, é mestre em Arte e Tecnologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e professor do Instituto de Ciências da Arte da Universidade Federal do Pará (UFPA).
Desenvolve trabalhos que estabelecem relações entre fotografia e alteridade social, com participação em variados encontros de fotografia, seminários e exposições no Brasil e em países como França, Bélgica, Cuba e Espanha, entre outros.

João Castilho
Mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Realizou exposições individuais e participa regularmente de coletivas em diversas galerias do Brasil e exterior. Ganhou os prêmios Ibram de Arte Contemporânea (2012), Marc Ferrez deFotografia (2010) e Conrado Wessel de Arte (2008). Publicou os livros Pulsão Escópica (2012), Peso Morto (2010) e Paisagem Submersa (2008). Tem obras nos acervos do Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo, no MAM da Bahia e no Musée du Quai Branly de Paris, entre outros.

Mariano Klautau Filho
Fotógrafo e pesquisador, hoje cursa o o doutorado em Artes Visuais na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. É professor da Universidade da Amazônia e coordenador e curador independente em projetos como “Fotografia Contemporânea Paraense – Panorama 80/90”, “Colóquio Fotografia e Imagem” da Fotoativa e “Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia”. Possui obras em acervos de diversos museus localizados em Curitiba, São Paulo e Belém.

Patrick Pardini
Fotógrafo e pesquisador, coordena o Núcleo de Fotografia do Museu da Universidade Federal do Pará (MUFPA). Realizou na década de 1980 uma série de documentários audiovisuais sobre temas amazônicos e uma primeira exposição individual sobre ritos sociais urbanos, intitulada “O ritual das máscaras” (Centro Cultural São Paulo, 1989). Em 2008, expôs no Itaú Cultural de São Paulo a série Arborescência – fisionomia do vegetal na paisagem amazônica. Autor de artigos como “O mundo como fisionomia: retrato ou paisagem?” e “Natureza e cultura na paisagem amazônica: uma experiência fotográfica com ressonâncias na cosmologia ameríndia e na ecologia histórica”.

Luiz Braga
Sua produção artística é marcada pela imagem da gente e das paisagens amazônicas. O talento em retratar a cultura amazônica de forma afetiva e distante de estereótipos conferiu-lhe vários prêmios. Participou de mais 120 exposições com destaque para a retrospectiva Arraial da Luz (2005) em Belém e a 53ª Bienal de Veneza em 2009. Seus trabalhos fazem parte de coleções como as do Museu de Arte Moderna de São Paulo, do Centre Culturel Les Chiroux, na Bélgica e do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM-RJ).

Alexandre Belém
Jornalista, fotógrafo e editor de imagens, é o criador e editor do blog Olhavê, co-autor do site Perspectiva e editor do blog Sobre Imagens. Entre 2010 e 2011, foi editor de fotografia do site da revista VEJA e do Fórum Virtual, blog do 2º Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo.
Vencedor de premiações destinadas a blogs e mídias digitais, é autor do livro Olhavê Entrevista (2012) e também diretor do Madalena Centro de Estudos da Imagem, de São Paulo.
Este projeto foi contemplado pelo Edital Conexão Artes Visuais Minc/Funarte/Petrobras por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Texto- Assessoria de Imprensa

 

 

 

01/04/2013

O Estúdio Fotográfico Chico Albuquerque

 

 

Exposição / fotografia 30 de abril a 16 de junho
Terças a sextas, das 12h às 22h
Sábados, domingos e feriados, das 11h às 21h
Entrada gratuita.

 

O MIS, em parceira com o Instituto Moreira Salles, apresenta a exposição O Estúdio Fotográfico Chico Albuquerque, referência no Brasil nas áreas de fotografia publicitária, fotografia industrial e de arquitetura, retrato de estúdio e documentação urbana. Com curadoria de Sergio Burgi, a mostra reúne 150 imagens que integram a exposição foram selecionadas a partir das principais vertentes da produção do autor durante seu período de atuação em São Paulo.

Entre as décadas de 1950 e 1970, Chico Albuquerque trabalhou intensamente com propaganda e campanhas comissionadas, atendendo clientes de setores como indústria automobilística, moda, alimentos, arquitetura e política. Paralelamente à atividade comercial, manteve seu interesse na fotografia experimental e, entre as décadas de 1940 e 1960, participou do movimento conhecido como fotoclubismo, que acontecia principalmente em torno do Foto Cine Clube Bandeirante. Seu pioneirismo na fotografia de publicidade no Brasil ainda é pouco conhecido, pois apenas uma pequena parte de seu acervo de 70 mil imagens veio a público. A exposição promovida pelo MIS em 2005 teve grande importância para a retomada de atenção a sua obra, dando visibilidade a imagens produzidas entre a década de 1940 e o ano 2000.

Desde 2006 o Acervo Francisco Albuquerque se encontra sob a guarda do Instituto Moreira Salles, em decorrência de um convênio entre o IMS e o MIS-SP, detentor do acervo – com a interveniência e participação do Instituto Cultural Chico Albuquerque de Fortaleza – que visa sua preservação e difusão.

Chico Albuquerque (Fortaleza, Brasil, 1917 – Fortaleza, Brasil, 2000)
Em 1934, profissionalizou-se como retratista do estúdio da família. Participou das históricas filmagens de It’s All True [É tudo verdade], de Orson Welles (Ceará, 1942), como fotógrafo de cena. A experiência não só o marcou profundamente, mas também inspirou seu ensaio mais célebre, Mucuripe, de 1952. Mudou-se para São Paulo em 1947 e abriu um dos mais bem equipados estúdios da cidade. Em 1952, apresentou a mostra individual Jangadas, no Museu de Arte de São Paulo (MASP). Participou de mostras nacionais e internacionais, com diversas premiações. Retornou a Fortaleza em 1975, onde montou um novo estúdio e trabalhou até sua morte, em 2000. Em 2003,foi fundado o Instituto Cultural Chico Albuquerque.

» Este evento faz parte de Maio Fotografia no MIS 2013.

 

 

10/12/2012

Fotógrafos de todo o Brasil se encontram em Fortaleza

 

 

Paralelamente haverá projeções e intervenções fotográficas ao ar livre, no calçadão da Praia de Iracema, em frente ao Hotel Sonata de Iracema.

 

Qual o papel da fotografia na formação da imagem do Brasil? Qual a imagem do país que se vende no mundo? Que identidade o Brasil quer ter com essa imagem?

 

Estas e outras questões serão abordadas no II Encontro Nacional da Rede de Produtores Culturais de Fotografia do Brasil. O evento acontecerá em Fortaleza de 21 a 23 de fevereiro, reunindo cerca de 150 fotógrafos e produtores de fotografia de todo o país, além de gestores de cultura das instâncias nacional, estadual e municipal. O Encontro é voltado para os filiados à Rede, mas as atividades realizadas à noite – palestras, lançamentos e projeções - são abertas aos demais interessados, com acesso gratuito.

O Encontro terá palestra de abertura com a temática FORMAÇÃO DE UMA NOVA IMAGEM PARA O BRASIL, proferida por Renato Ortiz, professor titular da Universidade Estadual de Campinas. As políticas públicas no setor serão temas específicos no Encontro. O assunto será abordado na mesa POLÍTICAS PÚBLICAS E NOVAS PLATAFORMAS PARA A FOTOGRAFIA E SUA GESTÃO - com Eduardo Saron (Diretor Superintendente do Itaú Cultural), Antônio Grassi (Presidente da Funarte), Cláudia Leitão (Secretária de Economia Criativa do Ministério da Cultura) e Tibico Brasil (Gerente do Ambiente de Cultura do Banco do Nordeste) e no Grupo de Trabalho, POLÍTICAS PÚBLICAS PARA FOMENTO, PESQUISA E DIFUSÃO DA FOTOGRAFIA – com Carlos Carvalho (RS), Miguel Chikaoka (PA), Iatã Cannabrava (SP) e com o convidado Xico Chaves, (Diretor do Centro de Artes Visuais / Ceav).

 

Realizado pelo RPCFB e pelo Instituto Cultural Anima, de Fortaleza, o II Encontro Nacional da Rede de Produtores Culturais de Fotografia do Brasil acontece em Fortaleza como estratégia da Rede em descentralizar as discussões em torno da Fotografia. “As regiões Norte e Nordeste já têm uma forte tradição na fotografia, como se verifica em Fortaleza, Recife, Natal, Belém, onde há núcleos organizados”, destaca Iatã.

 

SERVIÇO

 

Click aqui e faça o download da programação

 

II Encontro Nacional da Rede de Produtores Culturais de Fotografia do Brasil – De 21 a 23 de fevereiro no Hotel Sonata de Iracema (Av. Beira Mar, 848 – Praia de Iracema – Fortaleza/CE). Informações: (11) 3473-5412, (85) 3268-2916 e (85) 8820-0083.

 

 

 

10/12/2012

Exposição "Mágica Imagem" encerra o festival Encontros de Agosto 2012 em Fortaleza

 

Com abertura na quarta-feira, 12/12, a exposição leva ao Instituto Cultural Iracema, na Praia de Iracema, a mágica imagem de renomados e novos fotógrafos cearenses. A mágica de captar momentos de luz. A imagem como interpretação do mundo pelo autor. O olhar do público que adentra a imagem com sua reflexão. É a fotografia que se revela de forma mágica em todo o seu processo. É a “Mágica Imagem” que 27 fotógrafos do Ceará apresentam na coletiva que será aberta na quarta-feira, 12 de dezembro, às 19h30, no Instituto Cultural Iracema. São cerca de 90 imagens, em trabalhos experimentais, documentais ou conceituais apresentados em instalações, imagens únicas ou ensaios. “Nós nos guiamos pela proposta, a qualidade e a pesquisa que cada autor busca com o seu trabalho atual”, explica Patricia Veloso, coordenadora da exposição, que participou da seleção das imagens ao lado de Bia Fiúza e Silas de Paula.

 

João Palmeiro

 

“É importante pensar o trabalho como ele é posto diante do público. A fotografia é um veículo de mensagem, é o canal de mediação entre o fotógrafo e o público. O autor leva o público a pensar: O que de mágico tem nessa obra?”, comenta Patricia Veloso. Compreendendo a Mágica Imagem, o fotógrafo e coordenador do Programa de Pós-Gradução em Comunicação da UFC, Silas de Paula, destaca a ideia requintada e complexa da fotografia contemporânea, que tem relação com a poética da imagem e uma política de visualidade que olha o passado, busca no futuro para mostrar-se no presente. “O eterno paradoxo entre mágica e realidade torna-se mais aparente. É justamente este o ponto em que o caráter extraordinário do signo fotográfico se manifesta de forma mais perfeita: reflete uma dada realidade, mas ao mesmo tempo recusa submeter-se a ela. O resultado é algo produzido de forma dinâmica no ato da representação, da recepção; e sujeito à rede de sentidos imposta pela cultura, linguagem, história etc. Um sintoma que é capturado por circuitos regenerativos mútuos − desejos gerando imagens e imagens gerando desejos”.

 

Roberta Felix

 

ENCONTROS DE AGOSTO

A exposição “Mágica Imagem” éparte de um conjunto de ações do Encontros de Agosto 2012, promovido pelo Fórum da Fotografia – Ceará, com o tema “Criação e Difusão na Fotografia Brasileira”.  Este ano, o festival buscou dar maior ênfase à ideia de criar espaços de circulação da fotografia cearense em duas grandes mostras. A primeira foi “Pontos de Vista”, que apresentou um perfil da fotografia cearense contemporânea, com trabalhos selecionados por meio de convocatória. A coletiva esteve de 30 de agosto a 25 de novembro no Memorial da Cultura Cearense do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A segunda mostra é “Mágica Imagem”, que poderá ser visitada até o dia 30 de janeiro de 2013 no Instituto Cultural Iracema. “A ideia é levar a produção cearense a outros públicos”, revela Patricia Veloso. Ela ressalta que há um grande número de fotógrafos despontando na cena cearense e explica que um dos objetivos do Encontros de Agosto é fazer circular essa produção. Entre as duas mostras, o Encontros de Agosto 2012 levou ao Museu de Arte Contemporânea do CDMAC a coletiva “Ecos Híbridos”, com obras de cinco fotógrafos brasileiros em diferentes linguagens, promovendo um intercâmbio entre o circuito de fotografia no Ceará e os festivais nacionais, estabelecendo conexões com o que vem sendo realizado em todo o País. Na ocasião, houve um momento de conversa com os autores Alexandre Sequeira, Eustáquio Neves, Luiz Carlos Felizardo, Pedro David e Rogério Reis.

 

Tatiana Duarte

 

Os fotógrafos da coletiva Mágica Imagem

Alex Hermes, Alex Uchoa, André Marttins, Angela Moraes, Aredilson Freitas, Aron Rocha, Aziz Ary, Beto Skeff, Chico Gomes, Coletivo A.R., Elton Gomes, Igor Câmara, Igor Grazianno, Isabelle de Morais, João Palmeiro, Leonardo Jucá, Marcelo Eduardo Leite, Markos Montenegro, Paloma Pajarito, Roberta Felix, Rodrigo Patrocínio, Ruth Menezes, Sérgio Carvalho, Sheila Oliveira, Tatiana Duarte, Thiago Gaspar e Viviane Souza. A exposição Mágica Imagem é uma promoção doFórum da Fotografia – Ceará, numa realização doInstituto Cultural Anima, Imagem Brasil e Ifoto. Tem o apoio cultural da Coelce,Prefeitura de Fortaleza e Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Lei Estadual de Incentivo à Cultura) e conta com a parceria doPrograma de Pós-Graduação em Comunicação da UFC e da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil.

 

SERVIÇO

Abertura no dia 12 de dezembro de 2012 (quarta-feira), às 19h30, no Instituto Cultural Iracema (Rua dos Pacajus, s/n, Praia de Iracema, ao lado do Largo do Mincharia). A exposição permanece no local para visitação até o dia 30 de janeiro, de terça a sábado, das 16 às 21 horas. Informações: 85-3261.0525. Site: www.encontrosdeagosto.net

 

 

 

01/11/2012

Últimos dias da Mostra Ecos Híbridos

 

últimos dias da mostra Ecos Híbridos na MAC - Centro Dragão dor Mar de Arte e Cultura.

Visitação: sexta a domingo das 14h às 21h, a mostra encerra do domingo, 09/12.

 

 

 

29/10/2012

Conheça os resultados do 1° Seminário da Fotografia no Ceará

 

 

Foi nos dias 1 a 3 de junho, em Fortaleza, o 1º Seminário da Fotografia no Ceará. Fotógrafos, pesquisadores, estudantes e produtores culturais de várias regiões do estado se reuniram no CVT Portuário para as discussões que vão pautar as próximas ações do Fórum da Fotografia CE.

 

Durante o Seminário, os Grupos de Trabalho – Fomento, Difusão, Formação e Memória – formularam propostas para o desenvolvimento da fotografia no estado. As proposições foram discutidas e organizadas a partir das demandas apresentadas pelos participantes. O texto será finalizado e validado em reunião geral do Fórum, no próximo dia 27 de junho, em Fortaleza.

 

O resultado do Seminário está disponível no site do evento. Acesse, comente, contribua.
forumdafotografiace.net/seminario.

 

 

16/08/2012

Projeções fotográficas na FotoFesta: Envie suas imagens

 

Neste sábado, véspera do Dia Mundial da Fotografia, acontece a FotoFesta no Salão das Ilusões em Fortaleza. Além de música, intervenções artísticas e a Feira da Fotografia; a comemoração traz também uma profusão de imagens. Projeções fotográficas vão acompanhar toda a programação e pôr em evidência a produção do Ceará, como uma prévia do que poderá ser visto na programação do Encontros de Agosto 2012.

 

Você quer fazer parte dessa mostra? Envie suas imagens até esta sexta, 17 de agosto, para o email fotofesta.encontros@gmail.com, de acordo com as especificações a seguir:?

Quantidade: de 10 a 15 fotos
Formato de arquivo: JPG ou PNG
Tamanho: 2.000 pixels no lado maior
Resolução: 100 dpi

 

Podem ser enviados trabalhos inéditos ou já divulgados. Não esqueça de informar o nome do autor da forma como quer que seja veiculado. O evento marca o lançamento do Encontros de Agosto 2012, que trará exposições, workshops, conversas com autores e outras diversas atividades a partir do dia 30.

 

Serviço >>
FotoFesta – Lançamento do Encontros de Agosto 2012
18 de agosto, a partir das 16h
Salão das Ilusões – Rua Coronel Ferraz, 80, Centro (ao lado do Colégio Imaculada Conceição)

Gratuito
Outras informações: (85) 3261 0525 ou encontrosdeagosto@gmail.com

.

 

 

16/08/2012

FotoFesta: Lançamento do Encontros de Agosto 2012

 

Exposição e projeção de imagens fotográficas, intervenções artísticas e apresentações musicais vão marcar o lançamento do Encontros de Agosto 2012. A FotoFesta acontecerá neste sábado, 18 de agosto, em comemoração pelo Dia Mundial da Fotografia.

 

O Salão das Ilusões – espaço de artes visuais, música, moda e encontros culturais no Centro de Fortaleza – receberá a programação que se inicia às 16 horas. As atividades começam com a Feira da Fotografia e prosseguem com intervenções de clowns, leitura de portfólios, projeções e exposição de trabalhos que compuseram o festival DeVerCidade. O lugar da festa é também simbólico: ao lado do prédio que poderá abrigar a Casa da Fotografia.

 

Às 18 horas haverá show dos instrumentistas Fabrício da Rocha (voz e violão) e Jordão Luz (trompete), que integram a banda Breculê, e em seguida a Fertinha com os DJs Estácio Facó, Darwin Marinho e Erick Zuite.

Você pode enviar suas imagens para as projeções. Veja aqui como participar.

Para mais informações, acompanhe a página do evento no Facebook.

 

 

 

Divulgue e compareça!

Serviço >>
FotoFesta – Lançamento do Encontros de Agosto 2012
18 de agosto, sábado, a partir das 16h
Salão das Ilusões – Rua Coronel Ferraz, 80, Centro (ao lado do Colégio Imaculada Conceição)
Gratuito
Informações: (85) 3261 0525 ou encontrosdeagosto@gmail.com

 

 

16/08/2012

I Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia disponível na íntegra

 

 

Entre os dias 17 e 19 de maio, o Museu da Imagem e do Som (MIS), instituição da Secretaria do Estado de São Paulo, reuniu em São Paulo (SP) profissionais da fotografia de todo o País e convidados internacionais, em um encontro que coloca em questão o pensamento na fotografia. A produção foi realizada pelo Estúdio Madalena, com curadoria de Georgia Quintas e Alexandre Belém.

 

 

 

26/06/2012

Conheça os resultados do 1° Seminário da Fotografia no Ceará

 

Foi nos dias 1 a 3 de junho, em Fortaleza, o 1º Seminário da Fotografia no Ceará. Fotógrafos, pesquisadores, estudantes e produtores culturais de várias regiões do estado se reuniram no CVT Portuário para as discussões que vão pautar as próximas ações do Fórum da Fotografia CE.

 

Durante o Seminário, os Grupos de Trabalho – Fomento, Difusão, Formação e Memória – formularam propostas para o desenvolvimento da fotografia no estado. As proposições foram discutidas e organizadas a partir das demandas apresentadas pelos participantes. O texto será finalizado e validado em reunião geral do Fórum, no próximo dia 27 de junho, em Fortaleza.

 

O resultado do Seminário está disponível no site do evento. Acesse, comente, contribua.
forumdafotografiace.net/seminario

 

 

 

10/05/2012

Por que pensamos a Fotografia?

 

 

No próximo dia 17, começa o I Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia – Por que pensamos a Fotografia?

 

Quando fomos convidados por Iatã Cannabrava, do Estúdio Madalena, para pensar num evento teórico que aconteceria no MIS, ficamos contentes e ansiosos: a missão seria grande e prazerosa.

 

Como curadores, tivemos total liberdade na concepção e pudemos pensar num recorte que partiu de uma ideia: Por que pensamos a Fotografia? E de uma vontade: será o primeiro Encontro.

 

Com estes dois pontos, criamos sessões temáticas: História, Reflexão, Jornalismo, Teoria, Web e Curadoria. Além, da convocatória para apresentação de pesquisas, onde foram escolhidos seis artigos:

 

* Marcel Gautherot e Lygia Clark: arte de corpos vibráteis. Eduardo Rangel Monteiro, Rio de Janeiro – RJ

 

* Do pictoral ao moderno sem fronteiras: práticas fotográficas de vanguarda a serviço da fotografia amadora. Lucas Mendes Menezes, Belo Horizonte – RJ

 

* Diálogos entre fotografia contemporânea e filosofia deleuziana. Ruth Moreira de Sousa Regiani, Juazeiro do Norte – CE

 

* Barthes e a fotografia – Exame de uma “pochette” pouco conhecida intitulada “illustrations” do “Grand Fichier” de Roland Barthes entre os anos de 1968-1980. Rodrigo Fontanari, Pirassununga – SP

 

* Antonio Quintana y la Productividad Política de la Mirada. Loreto Andrea Solis Petersen, Valparaíso – CHILE

 

* La fotografía irónica durante la dictadura militar argentina: un arma contra el poder. Cora Gamarnik, Ituzaingo – ARGENTINA

 

As inscrições e a quantidade de artigos para a convocatória ultrapassaram as nossas expectativas. Mesmo antes de começar, o Encontro já “começa” bem.

 

O mais legal: pessoas de todo o país e de vários países da América Latina participarão. Bem, esperamos que todos gostem e desfrutem do Encontro!

 

Georgia Quintas e Alexandre Belém

 

>> Para baixar a programação em PDF, aqui.

 

>> O site do Encontro, aqui.

 

Abaixo, o texto de apresentação.

 

Este encontro visa proporcionar a visão crítica e o debate na construção de conhecimento no campo da reflexão da fotografia contemporânea brasileira.

 

O propósito desse projeto contempla o pensamento teórico e crítico, por vertentes históricas, filosóficas, da pesquisa acadêmica, do jornalismo especializado, de ações na web e no campo da curadoria. Entendemos que desse modo a complexidade de tais áreas possibilite o debate intelectual sobre pontos norteadores de questões artísticas, sociais e culturais do pensamento sobre a produção e os significados que a fotografia representa em nosso entorno contemporâneo.

 

Pretendemos difundir o mapeamento de trabalhos acadêmicos no âmbito amplo das investigações sobre temas, conceitos e abordagens teóricas sobre a fotografia. Promovendo assim, diálogos entre professores, pesquisadores e autores.

 

Portanto, nesta primeira edição, visamos estreitar os distintos campos de atuação do pensamento fotográfico. Assim, poderemos promover cada vez mais o entendimento sobre a fotografia inserida a debates de conteúdo informativo e reflexivo sobre o pensar fotográfico.

 

Georgia Quintas e Alexandre Belém

 

 

 

09/03/2012

12ª reunião geral do Fórum, no MIS – Projetos para a fotografia em 2012

 

O Fórum da Fotografia – Ceará convoca a todos para a primeira reunião geral deste ano. Vamos discutir as ações que movimentarão a fotografia no Ceará e no Brasil ao longo de 2012.

 

A reunião está confirmada para a próxima terça-feira, dia 13 de março de 2012, às 19 horas, no auditório do MIS-CE. Teremos como pauta:

 

  • Encontros de Agosto 2012 – programação e temáticas;
  • I Seminário da Fotografia no Ceará: viabilidade, articulação com as regiões e equipes de produção;
  • Encontro Norte e Nordeste da Rede – participação do Ceará;
  • II Encontro da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil, a ser realizado em Fortaleza em agosto – informações e organização do evento.
  • As articulações e mobilizações do Fórum da Fotografia têm criado interessantes oportunidades para o nosso estado. Em 2012, o Ceará ocupa lugar de destaque no cenário fotográfico nacional e promove eventos inéditos, com a perspectiva de produzir conhecimento sobre a fotografia cearense e estabelecer novas trocas de experiências no meio. Portanto, é fundamental a participação de todos para o sucesso dessas iniciativas e o fortalecimento da Fotografia.

Divulgue e compareça!

Serviço:
Reunião geral do Fórum da Fotografia – Ceará
Dia 13 de março, terça-feira, às 19 horas
Museu da Imagem e do Som – MIS – Av. Barão de Studart, 410, Meireles
Mais informações: (85) 3261-0525

 

 

 

07/03/2012

Está chegando o Foto em Pauta Tiradentes

 

silas

 

Está chegando o Foto em Pauta Tiradentes 2012. Já está um fuzuê no Facebook, Twitter e até no Instagram. E olhe que em 2011 já foi uma festa!

 

Não me canso de enaltecer o esforço de Eugênio Sávio. Para quem está de perto, sabe muito bem que este festival tem muito suor, determinação e o sonho de Eugênio. As dificuldades são enormes.

O mais legal é ver que o Foto em Pauta Tiradentes acontece pela parceria e amizade de muita gente. São os mineiros da Fototech/MG, do FotoClube BH, do Fórum da Fotografia Autoral de MG, os meninos da Nitro e cada um isoladamente que ajuda e colabora. Também, os convidados que aceitam a participação porque acreditam no projeto. Os patrocinadores e o povo de Tiradentes.

 

Tem Eustáquio Neves! Quer mais? Exposição de Tiago Santana, exposição com curadoria de João Castilho. Mesa sobre fotografia com celular com Clicio, Claudio Edinger e Toni Pires.

 

Bem, a programação das palestras está neste PDF.

 

E tem mais: Workshops maravilhosos, exposições de peso, programação paralela, leituras de portfólio.

 

Opa… Também terá a projeção do Olhavê com 35 fotógrafos que atuam em Minas.

 

Além do envolvimento com todo o Festival, estou muito feliz em especial com a curadoria que estou fazendo da exposição do fotógrafo Mauricio Lima. A exposição mostrará um pequeno (e contundente) recorte do material que Lima fez nos últimos dias do conflito na Líbia. Pegar o material de Mauricio e editar 14 imagens foi um presente.

 

Agradeço a Mauricio Lima pela confiança. Eugênio por bancar esta mostra e Carlos Nascimento, da Solução e Imagem, que forneceu os papéis Hahnmühle e as impressões com a printer Kelly Polato.

 

 

 

06/02/2012

Inscrições abertas: Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia

 

silas

 

Estão abertas as inscrições para o 3º Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, promovido anualmente pelo jornal Diário do Pará, sob curadoria de Mariano Klautau. O tema desta edição é “Memórias da Imagem”, tendo como proposta convidar o artista a refletir os modos de memória reinventados pela fotografia. O edital do prêmio está disponível no site e as inscrições podem ser feitas gratuitamente até 18 de fevereiro.

 

Serão oferecidos três prêmios, no valor de R$ 10 mil cada:

 

Prêmio Memórias da Imagem – Destinado a todos os artistas selecionados que apresentem trabalhos de abordagem documental, voltados ao cotidiano – região, paisagem ou comunidade – ou originados de um projeto específico de documentação.

 

Prêmio Diário Contemporâneo – Destinado a todos os artistas selecionados cujo trabalho fotográfico apresente relações com outras linguagens e suportes. Este prêmio atende trabalhos cuja proposta, processo, ou conceito estão em diálogo com a instalação, vídeo, objeto, performance, ou ainda com novas sintaxes na representação fotográfica.

 

Prêmio Diário do Pará – Destinado somente a fotógrafos paraenses e/ou residentes atuantes no Pará por pelo menos três anos. Este prêmio abrange todas as poéticas e propostas conceituais.

 

No total, serão selecionados até 23 artistas – incluindo os três premiados. Os selecionados serão divulgados no dia 1º de março. Além da premiação, o projeto contará com uma série de ações de incentivo à educação e à pesquisa realizadas em Belém, como encontros com artistas, oficinas, palestras e atividades em escolas.

 

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia tem o patrocínio da Vale e apoio do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas do Sistema Integrado de Museus/Secult-PA, do Museu da UFPA, da Sol Informática e do Instituto de Artes do Pará. Confira aqui o catálogo do prêmio de 2010.

 

 

Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia
Rua Gaspar Viana, n. 773
Reduto – Belém (PA)
CEP 66053-090

 

+info 91 3184 9327 / 91 8128 7527